sábado, 28 de agosto de 2010

Mãos na Maçaneta

Quando alguém me disse, há poucos dias, que no Brasil de hoje se assalta, rouba, estupra por esporte, naturalmente, fiquei revoltado com a teoria. Se for mesmo por esporte a situação é pior do que se fala ou ouve falar.
Digo isto porque a matéria publicada na imprensa do Recife, esta semana, sobre uma quadrilha de ladrões que conseguiu entrar f-a-c-i-l-m-e-n-t-e em apartamentos de luxo no Recife e noutras capitais nordestinas é de estarrecer.
Segundo o noticiário o trio de ladrões – casal jovem e bem parecido, mais uma parceira – é paulista da capital, são pessoas de classe média alta, vivem bem instalados, em bairro nobilíssimo, vida normal e bem arranjada, família linda, filhos bem cuidados e em escolas particulares de alto nível e carro importado de categoria e modelo recente. Vejam só que escândalo.
Pensado no que me disseram sobre essa “modalidade esportiva”, tudo leva a crer, portanto, que se trata de gente que a p a r e n t e m e n t e rouba e assalta, mesmo, por diversão. Será mesmo? Ou vivem bem, apenas, por conta do produto dos assaltos? Doença? Seria um grupo de cleptomaníacos anônimos em franca recaída? São perguntas que não oferecem respostas imediatas.
O mais engraçado é que a matéria no Diário de Pernambuco destaca algumas características inusitadas, amadoras ou ingênuas, desses gatunos. Por exemplo, entravam nos prédios de luxo, engabelando os porteiros, passando por parentes ou amigos de moradores, sem armas, sem máscaras ou qualquer tipo de violência e encarando as câmeras de segurança dos prédios. Ou seja, tranqüilos e relaxados. Com uma chave mestra – essa invenção é de lascar – e informações preciosas, entravam e faziam a feira. Somente na casa de um magistrado estadual levaram uma fortuna em jóias, divisas estrangeiras, objetos de arte e de valor, entre outros itens. As vítimas estavam viajando e eles deviam saber. Entravam e saiam sem que ninguém percebesse e da mesma forma que abriam, fechavam a porta e se mandavam. Acontece que a desconcentração e tranqüilidade era de tal ordem que nem mesmo se preocupavam em apagar as impressões digitais. Quanto amadorismo... E foi por aí que caíram nas mãos da policia técnica de Pernambuco. Quer dizer, foram pegos com as mãos na maçaneta. Trabalho perfeito. Digitais registradas e jogadas numa rede nacional de investigações, os engraçadinhos foram localizados e capturados na capital paulista. Precisa ver a cara do rapagão bonitão e da mocinha charmosa sendo levados aos cárceres pernambucanos.
Sei não, mas eu acho que, esses paulistanos larápios ou cleptomaníacos, sei lá, fazem parte de uma grande legião de sulistas, principalmente paulistas, que subestima a inteligência nordestina e acha, entre outras coisas, que pode chegar aqui e passar a mão no que quiser e a coisa fica por isso mesmo. Gente que pensa que aqui não é Brasil ou se trata de uma sub-raça. Já conheci muitos dessa laia. Mas, peraí, preciso dizer que gosto muito de São Paulo, já vivi algum tempo por lá e sempre que posso volto e curto muito. Tenho familares e tenho, também, grandes amigos paulistas. Inteligentes e gente, é claro!
Vejam a que ponto chegamos: essa gente, digo esse trio, vivia para cima e para baixo, voando de São Paulo para algumas capitais nordestinas, agindo sem dar bandeira e vitimando de modo inusitado pessoas de bem, ricas e, por fim, atônitas com tamanho requinte, é claro, do tipo de assalto que sofreram. Imagine a pessoa regressar de uma viagem, abrir normalmente sua casa e dar de cara com um desmantelo descomunal e sentir falta de itens importantes do seu patrimônio.
Estamos, como diziam os mais velhos, “no mato sem cachorro”. Não tem policia, porteiro, morador, vizinho, zelador, serviçal fofoqueira (afe! tem demais!) que desconfie de uma parada dessas.
Tomara que a polícia estadual dê o trato adequado a esses “atletas” amadores do roubo e que sirva de lição para uma possível escola, dessa categoria esportiva, que tem como sede a cidade de São Paulo.

5 comentários:

Mestre Giobosco disse...

Na realidade, não se rouba por esporte, mas, na maioria dos casos, pela necessidade criada pelo vício do crack, droga colocada massivamente na sociedade e que causa uma dependência que leva os seus usuários a criarem mecanismos, dos mais vis possíveis, com vistas a conseguir dinheiro para comprá-la. Tenho vizinhos, que os conheci crianças,e que estão nessa situação deplorável, inclusive com riscos da própria vida e de sua integridade mental.
Logo todos seremos, de alguma forma, vítimas desses zumbis que enchem nossas cidades. Veja a praça situada entre a ruas do Hospício e Princesa Isabel.

Baiano da Nigéria disse...

Girley,
Na política atual, estamos sendo vitimas da mesma coisa. E o que é pior, o "comandante paulista" nasceu aqui!!! Ele está fazendo a sucessora, convencendo porteiros, habitantes, etc, de que são nossos amigos visitando e beijando criancinhas.
Mas, no fundo, depois de outubro, se o golpe der certo, é que vamos descobrir o quão pesada será a conta!!!
Primeiro porque, esse tal de Bolsa Familia sai do bolso de todos nós. Trata-se de uma aposentadoria antes da hora que, na França, nenhum governo consegue mais tirar. O Brasil entrou por uma porta de insanidade fiscal tremenda.
Agora, estão a gastar bilhoes com estadios e fanfarronice enquanto nossa infraestrutura aguarda um outro dia.
Veja só a Via Mangue!! Imagino que vai fazer aniversário de 20 anos. E o que temos? Apenas um tunel e nada mais. Veja o "Dona Lindu"!! Ja foi inaugurado quantas vezes? Perdi a conta mas este ainda não perdeu sua inutilidade.
Que tal o inferno da Conde da Boa Vista? Milhões jogados fora descaradamente por essa corja do PT!!!
Agora, as pesquisas mostram que vão continuar mandando sob as asas de uma continuidade que mais parece uma chantagem. É como se qualquer outro que assumisse não tivesso o dever terminar o que deu certo e iniciar novas ideias para o que está pendente (ou deu errado)!!!!
A mão do PT está na maçaneta e quando chegarmos dessa viagem depois de 3 de Outubro é que vamos ver o tamanho da roubada em que entramos.
Saudações Nigerianas!!
Baiano da Nigeria

Edvaldo Arlego disse...

Caro Girley. Só se rouba por Sport quando se é juiz e assim mesmo, na visão dos fanauticos. Mas, falando sério, é um absurdo isso que nos aconteceu. E cara de pau é tanta que nem o presidente do Tribunal de Justiça escapa. Já pensou? Abreaços, Arlégo.

Kelly disse...

Realmente, este País está um horror. Um amigo me perguntou " qual a saída " ? Só me restou responder...... O AEROPORTO... prá quem pode.

Sei q o mundo inteiro está um caos mas este nosso País está demais. Abraços...com esperança , pois fé não tenho quase nenhuma. S. Kelly.

Mauro Gomes disse...

Pois é Girley,
Se não tomarmos cuidado vamos entrar em paranóia desconfiando de cada rosto desconhecido que cruza conosco no elevador. Em quem podemos confiar se as aparências enganam?

Mauro Gomes