domingo, 2 de maio de 2010

Celibato, um desafio

Mario Puzo, consagrado escritor romancista, autor da famosa obra contando a história da Família Corleone, levada ao cinema com a serie de filmes O Poderoso Chefão, me surpreendeu com outra obra intitulada de A Família, relatando as aventuras de outro clã, da antiguidade européia, a família Bórgia, cuja sede de ambição e glória a levou ao topo do mundo da época. Li este livro, numa edição de bolso, editado em Portugal, pela Editora Booket (http://www.booket.pt/). Lembrei-me muito dessa leitura, acompanhando o recente desenrolar desconsertante das denúncias de pedofilia e escândalos sexuais no seio da Igreja Católica Romana. O livro relata a trajetória do Cardeal Rodrigo Bórgia (1431-1503), espanhol de Valencia, levado a Roma pelo tio materno, o Papa Calixto III, que o nomeou, aos 25 anos de idade, Cardeal. Rodrigo se tornou de tal modo influente, que em 10 de agosto de 1492 foi eleito Papa, em substituição a Inocêncio VIII, adotando o nome de Alexandre VI (Vide foto ao lado).
Mas, não é da trajetória papal que pretendo falar. Prefiro, neste momento, fazer referencias à vida privada de Alexandre VI, que se notabilizou pelas aventuras amorosas que protagonizou, gerando filhos bastardos, igualmente famosos no mundo da época, entre as quais Lucrécia Bórgia (Vide foto abaixo), cuja história mundana vem sendo lembrada através dos séculos. Fala-se inclusive de que Rodrigo Bórgia, isto é, o Papa Alexandre VI ao avistar a barriga grávida da filha ficou em dúvida se seria seu neto ou seu filho. Um horror essa história.
Espera um pouco, porque tenho que declarar uma coisa: sou católico romano e de muita fé! Vou à missa todo domingo e pratico a religião com fé e solidariedade fraterna. Mas, não posso ficar alheio e deixar de externar minha opinião a respeito dessas barbaridades que se publicam a cada dia. Um desgaste sem limites.
Muito bem, vamos lá. No tempo de Alexandre VI, as coisas eram bem liberais. A história narra que até o Concilio de Trento (1545-63), o clero regular, isto é, o das ordens religiosas, conventos e mosteiros era celibatário. Já o clero secular, o dos padres diocesanos, permitia aos seus sacerdotes o casamento e a constituição de famílias, condição que os deixava em desvantagens junto aos fiéis. Claro, os primeiros eram mais livres e disponíveis para o exercício das funções eclesiásticas. Foi, por isso, que a partir de Trento as coisas mudaram e impuseram o celibato geral. A Igreja Católica do Oriente, porém, até hoje, permite o casamento.
Sinceramente, acho que a Igreja Católica, ao não acompanhar a história, sem se modernizar, vem mantendo uma ordem que, no final das contas, acarreta prejuízos irreparáveis à sua preservação. Fui educado em colégios católicos e lembro-me de passagens incríveis: jovens adolescentes, cursando o colegial, são implacáveis e altamente inconvenientes. À hora do recreio, quase sempre, suscitava um ti-ti-ti e uma risadagem sobre histórias da vida pregressa desse ou daquele Padre ou Irmão. Eram, muitas vezes, histórias cabeludas. Comentado a boca-pequena, mas sempre circulando na estudantada no maior frisson. Claro, eram casos de homossexuais. E isto era a questão. Jovens, hormônios a flor da pele, esse tema virava sucesso num minuto. Recordo do Padre que, a título de orientador educacional, chamava individualmente, para freqüentes entrevistas e, num tom de confissão, investigava sobre meus conhecimentos sobre sexo e até aconselhava o conhecimento mais aprofundado, como o encontro mais intimo com garotas e o prazer da masturbação. Fora do gabinete de orientação pregava a castidade, como forma de se manter em estado de graça. Imagine a confusão gerada na minha cabeça de jovem. Peco ou não peco? Me masturbo ou me contenho. Que dilema. Peco, sim... e depois vou me confessar e comungar. Após muito tempo, encontrei o dito Padre fora da ordem e sem batina, curtindo um vidão.
É doloroso viver reprimido, seja lá do que for. E os instintos do sexo são, vamos e venhamos, clamorosos. É difícil segurar. Quando o jovem é tímido e revela uma insegurança qualquer, se torna presa fácil para os pedófilos de plantão. Por isso, tanta miséria solta no mundo afora.
Sou a favor dos padres livres do celibato, por ser mais humano, sadio e, sobretudo, digno para a perpetuação do catolicismo.
NOTA: Imagens obtidos no Google Imagens.

14 comentários:

socorro disse...

sou católica por nascimento, e aos vinte e cinco anos pela crisma ou confirmação, escolha feita pela minha´ fé em DEUS e em seu filho JESUS , MESMO SABENDO QUE SEUS REPESENTANTES NA TERRA SÃO HOMENS QUE NA SUA MAIORIA NÃO POSUEM O DOM DA RELIGIOSIDADE ,E NEN DA VOCAÇÃO SACERDOTAL.
O PODER DECORRENTE DA CONDIÇÃO ECLESIASTICA É ÍTEN PREPODERANTE PARA O ESQUECIMENTO OU ARQUIVAMENTO DOS CRIMES COMETIDOS CONTRA OS INOCENTES E INDEFESOS, ONDE A JUSTIÇA HUMANA MOSTRA SE POR DEMAIS HUMANA.

Geraldo Pereira disse...

Girley - Hombre de Dios
Ótima a sua crônica sobre a família Borgia, o Papa e a Igreja, sem deixar de lado a instigante questão do celibato e o horror da pedofilia. Mas, seria muito interessante se você numa próxima oportunidade, neste espaço mesmo, se alongasse um pouco mais em torno do livro. Como alguns não leram (eu não li), gostariam de uma sinopse, sempre oportuna para quem gosta de literatura e nem sempre encontra tempo.
Aceite os meus cumprimentos. Você escreve bem!

Wilma disse...

Girley,
Também como você,sou católica,apostólica,romana,mas acho que os absurdos casos de pedofilia que envergonham a igreja católica, poderiam muito ser evitados, acredito, se a igreja não fosse tão radical em insistir na proibição do sacramento do matrimonio para os padres.
Grande abraço.
Wilma.

Wilame Jansen disse...

Girley,
Muito boa e oportuna matéria.
Sou de família muito católica. Sem carolice mas de muita fé. No entanto, minha geração teve uma formação materialista, o que me deixou no meio do caminho. Gostaria de ser religioso e estou aberto para isso, esperando que o milagre aconteça. Veja só: religioso, sem, contudo, acreditar em igreja nenhuma.
Seja como for, considero as religiões de suma importância na vida das civilizações. Sem entendê-las, a sociologia fica capenga.
Quanto ao celibato, você tem razão, trata-se de uma grande bobagem inventada pelos homens. E sua extinção não afetaria nenhum princípio do Catolicismo.
Parabéns pela matéria.
Wilame Jansen

swlustosa disse...

Prezado amigo Girley,

Parabéns por esse oportuno e bem escrito texto.

Abraços de toda família que represento.

Simone Wanderley Lustosa

Anônimo disse...

Prezado Girley, parabéns pelo tema tão atual e polêmico. Quem lê a história de Rodrigo Bórgia fica estarrecido com tanta tirania e incestuosidade. E todo esse tempo a igreja católica tenta esconder atrás de suas paredes fatos hediondos como pedofilia e holocausto.
Abraços
Toni Almeida

Valdilene Silva disse...

Concordo plenamente com sua opinião em relação ao celibato. A liberdade quando bem utilizada nos dar uma visão mais racional dos nossos procedimentos.
O radicalismo da Igreja Católica deveria ser revisto, enquanto há tempo.

Regina da Fonte disse...

Girley
Eu sempre fui revoltada com esta história de padre não poder casar,principalmente por se sobrinha de padre e ver com clareza,nas festas familiares,olhando os irmãos com seus filhos,os olhos dele de vontade.Mas,entre Deus e uma família,claro que Deus ganhou.E aqueles menos equilibrados acabam fazendo horrores como a pedofilia.Também sou católica,Girley,vc sabe muito bem disso,mas certas coisas da Igreja católica me causam a sensação de estar diante de muita verdade incuberta.A caridade,por exemplo,não é praticada de maneira ampla e irrestrita.Se uma jovem está grávida,diz que está ao padre e quer casar,ouve um NÀO,até que se confesse e tenha o pecado perdoado,mas se ela está grávida e esconde,tudo pode.Vc pode dizer,"mas o padre não sabia" e eu concordo,mas quantas moças escondem isso com medo ou fazem um aborto e entram na Igreja como virgens.Já que se corre este risco,mesmo sem saber,por que se fecham as portas para aquelas que assumiram seu filho?As outras Igrejas,aproveitam a deixa para angariar mais e mais fiés,abrindo suas portas para aqueles que não foram recebidos na Igreja Católica e esta vai se esvasiando...Concorda comigo?bjs,Regina Ps.Quero saber mais sobre Rodrigo Bórgia,promete?
Regina da Fonte

Girley Brazileiro disse...

Estou achando divertido como as pessoas estão interessadas na história de Rodrigo Borgia... Mas, imagino que provoquei a curiosidade. Não sei se o livro foi editado no Brasil. O titulo original é The Family. A edição que tenho é portuguesa e comprei em Lisboa, há dois anos. É uma verdadeira loucura.Uma novela histórica escrita pelo competente Mario Puzo. Mas não dá para encaixar, de pronto, na pauta deste Blog. Mas, prometo que vou tentar. vai escandalizar muita gente beata, que não tem noção das coisas terrenas, neste mundo de meu Deus.
GB

Anônimo disse...

Olá Girley,
vejo a questão do celibato bem distinta da pedofilia, por isso relato aqui alguns fatos acontecidos e não são poucos de pessoas que não são padres, não são celibatarios e na maiorias das vezes e de alguma forma são parentes das vitimas.
Lembro ainda a frase já conhecida por todos: " A Igreja é santa e pacadora", tem muitos pedofilos e outras coisas mais enrustidos, que procuram a Igreja para se enconderem e como não conseguem a escandalizam, Perdão Senhor!
Um abraço e fica com Deus!
Segue os fatos e endereços na web:
Será que o problema é só na Igreja Católica?
1) Polícia prende pastor acusado de pedofilia no Paraná
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u125607.shtml
2) Pastor confessa ter abusado de crianças de sua igreja em Franca
http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/brasil/2311501-2312000/2311718/2311718_1.xml
3) Pastor que engravidou menina diz que assume filho
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI918079-EI5030,00.html
4) Polícia prende pastor suspeito de abusar de oito meninos em PE
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u118272.shtml
5) Evangélico é preso acusado de estuprar 12 crianças
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI714233-EI5030,00.html
6) Evangélico é preso em flagrante por abuso sexual. A vítima é a filha, de cinco anos
http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/odia/2024001-2024500/2024348/2024348_1.xml
7) pastor é preso acusado de estuprar adolescente
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI546547-EI306,00.html
8) Preso pastor que prometia alívio em troca de sexo
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI546557-EI5030,00.html
9) menina estuprada por Pastor dá entrevista
http://br.groups.yahoo.com/group/oencostohp/message/21
10) Pastor é preso por estuprar menina de 14 anos
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI542671-EI306,00.html
11) Pastor é preso em MG sob suspeita de pedofilia
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI535708-EI306,00.html
12) Pastor é acusado de engravidar fiel de 13 anos
http://www.espacovital.com.br/asmaisnovas12112004o.htm
13)Professor de ioga preso por pedofilia
http://jangadeiroonline.com.br/policia/professor-de-ioga-e-preso-por-pedofilia-em-juazeiro-do-norte/
14 - Denúncias de pornografia infantil na web ultrapassam 25 mil no Brasil - [2]
Meu comentário: "já pensou se por causa de um politico ladrão todos os outros fossem presos? A falta de ética esta na pessoa ou na politica?"
José Ricardo T do Rêgo Barros

Roberto Moraes disse...

Caro Girley,
Como Católico (não praticante ) admito que historicamente
o problema existe, mas, penso que atualmente há, na
imprensa, uma campanha bem orquestrada contra a
Igreja e o Papa.
um abraço, Roberto Moraes

O Blog do seu PC disse...

Eu sou a favor do fim do celibato para os padres.

lelecris disse...

Olá, adorei seu blog!
preciso saber como foi o serviço da Anna da Lets Go Prague, estou para ir para Praga em dezembro e contratei city tours e tranfer da Lets Go Praga, fico com medo deles me deixar na mao! será que posso confiar? por favor me ajude!

muito obrigada!

Girley Brazileiro disse...

Olá Lelecris,
Pode confiar no Let´s Go Praga e no trabalha da Anna. Ela é jovem, graciosa e sabe receber. Nos conduziu durante dois por toda Praga e aproveitamos muito bem.
Fique certa que vão lhe esperar e lhe deixar no aeroporto com muita pontualidade. Faça programas com eles. Tem um jantar tipico que é muito interessante.
Aproveite. Aquilo lá é uma beleza!
Obrigado por visitar e gostar do Blog do GB. Volte sempre. Se quiser mande seu email e receberá aviso de cada postagem.
GB