terça-feira, 20 de outubro de 2009

Nigéria, Nunca Mais!

Era dia de postar uma matéria no Blog e eu já estava bem adiantado nas criticas ao estado de guerra civil que vive o Rio de Janeiro, justo num momento em que o mundo se volta para a cidade que vai sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Foi horrível. Fiquei chocado. Quem não fica? A insegura imperando e as autoridades impotentes diante do horror. A primeira coisa que me tocou fazer foi dar uma olhadela nos jornais mundo afora. Aí, foi que fiquei preocupado... O mundo inteiro acompanhou atento o que ocorria na cidade maravilhosa e não poupou criticas pesadas. Aquele helicóptero alvejado, sendo mostrado pelas emissoras de TV do mundo inteiro. Sinceramente? Doloroso!
Mas, eis que – em plena produção para o Blog – a violência me pega “de calças curtas”! Minha conta de email, de repente, foi bloqueada pelo servidor. Sem ter nem praquê! Fiquei sem comunicação com o mundo. Pelo menos com o meu mundo...
Nisso, meu celular toca e, no outro lado da linha, ouvi alguém saudar-me com alegria e logo perguntar se eu estava bem. Respondi que sim e veio uma inusitada explicação: meu interlocutor dizia haver recebido um email, por mim assinado, dando conta de que eu estaria em apuros, perdido numa cidade qualquer da Nigéria, sem lenço, dinheiro ou documento. Surpreso, cai na risada e reafirmei estar bem e em plena atividade no meu escritório. Dali para frente meus telefones – fixos e celular – não pararam de tocar. Não fiz mais nada na manhã dessa 2ª. Feira,19 de outubro.
Vejam só a que ponto chegou a insegurança. Fui atacada na rede de internet. Alguém, em algum ponto, deste mundo de meu Deus, escolheu meu email e o corrompeu. Descobriu minha senha e astutamente, forjou uma história estapafúrdia. Jogou-me virtualmente na Nigéria, criou um drama pessoal mirabolante e tentou ludibriar meus amigos e amigas, integrantes da minha rede de relacionamento na Internet.
No meio da confusão que me encontrei, descobri que se tratava de uma nova modalidade de ataque ao internauta. Frequentemente, recebo emails, me oferecendo milhões de dólares, euros ou libras, tudo assinado por figuras estranhas e certamente fictícias tentando, seguramente, infectar minha máquina ou desvendar minhas senhas de emails, contas bancárias, entre outras. Deleeeeeto, na hora. Agora, receber uma mensagem assinada por um conhecido. Foi demais. Eu assinava a mensagem!
Isto mobilizou meio mundo. Recebi, inclusive, ligações do Chile e da Argentina, mensagens de Portugal, México e outros pontos do Brasil, de amigos a busca da verdade. Alguns se diziam dispostos a me mandar uma ajuda para que eu pudesse sair da enrascada que, supostamente, estava metido. Imagine que o sacana engendrou uma história “redondinha”: eu chegando à Nigéria, numa viagem de negócios (isto bate com meu perfil profissional) e deixando, por esquecimento (só eu mesmo...), minha maleta de mão, no banco traseiro do táxi que me havia levado do aeroporto ao Hotel. Nessa maleta, foi-se todo meu dinheiro, passaporte, cartões de crédito e celular. Ora, cá prá nós, fiquei no “mato, sem cachorro!” “Papai, mamãe! Me acudam!” A saída foi apelar para a bondade dos amigos.
Fico grato pelas manifestações de solidariedade de uma legião de amigos. Todo mau trás um bem, já dizia minha finada mãe. Esse incidente proporcionou-me avaliar o quanto sou querido pelos muitos amigos. No fim do dia, alguém que me sugeriu fazer uma festinha com o titulo de: “Voltei da Nigéria, sem lenço e sem documento”. Estou pensando no caso.
Agora, teve uma coisa: nem imagine, caro leitor ou leitora, a trabalheira que tive para restaurar meu email. É um protocolo danado. Mas, vale à pena pela segurança que demonstra. Pode crer. Fora disso, acho que perdi uma postagem em andamento... mas, entrei logo nesta, com um mote inesperado, porém, muito atual. Acho ótimo poder ter sempre um porém, na vida.
Neste caso, porque serve de alerta para todos os amigos. Qualquer um está sujeito a esta cilada. Repito: é uma nova modalidade. Eu tive a “honra” de inaugurar no papel de vitima. Nigéria, nunca mais!
NOTA: Nesta postagem não apresento fotos porque a câmera ficou na mala perdida. Pode rir. Eu deixo.

16 comentários:

Jardyson disse...

hahaha ótimo post!
Eu não recebi seu e-mail de socorro, mas imagino como deve ter ficado aqueles que receberam!!

Abraços Girley!

Jardyson Melo
H. Dantas
Aracaju-SE

Hugo Caldas disse...

Caro Girley
Eu percebi logo a ameaça de golpe. Pelo menos, umas duas vezes por dia eu recebo, assim por baixo, um milhão de libras esterlinas (nunca vi tanta sorte)que algum energúmeno me mimoseia. Claro que deleto imediatamente. O que me deixa furioso é ver que alguém está zombando da minha inteligência.
Vê se da próxima vez não deixa a maleta no taxi!!!"
Meu abraço. Hugo

Anônimo disse...

Mui caro Girley,

Incrível e ousada interferência!!!
Bom, é saber que estás no Recife e bem. A modernidade é ótima mas às vezes tem destas...
Abraço forte,

Odecil Oliveira
Cônsul Geral Honorário do Japão em Salvador.

Bruna Siqueira disse...

Oi, Girley! Eu recebi esse email, mas nem dei bola porque ele estava escrito em inglês, claro que era uma armadilha pra pegar dinheiro de besta. Se estivesse em português, aí sim, eu daria um jeito de te contactar. Mas que bom que tanta gente te deu retorno! Olha aí, já descobriu que não fica sozinho num mato sem cachorro. Haha! Abraço grande, Bruna :)

Pedro Roberto disse...

Meu caro amigo e companheiro rotario Girley, fico feliz com sua volta de Nigeria, todo bem com seu safari? me conta bem? rs
Mil abraços
Pedro Roberto Rivera
Santiago - Chile

Penha Santos disse...

Oi, Girley,

Imaginei que você fosse se "aproveitar" da situação para dela tirar algo interessante, pois sua criatividade é um poço sem fim. (risos). Mas a situação é séria mesmo. Eu mesma fui abordada por e-mail por um "Advogado" Norte-Americano dizendo que estava procurando alguém com o sobrenome de minha família "Brayner" para receber um espólio de um parente morto na África do Sul. Foi uma trama engenhosamente engendrada, com mensagem em inglês, comprovante do Banco com a solicitação do levantamento do valor a receber (coisa de U$ 17 mi), envio dos contatos telefônicos e de e-mail do Gerente do Banco responsável pelo pagamento, com direito a site deles e tudo. Uma coisa séria! Ele passou cerca de 1 mês tentando me convencer da “verdade” e da urgência em um depósito meu para “reativar” a contar, no valor de U$ 1,700. Bem, você pode imaginar que eu perdi a “herança”, Né? Alimentei bem a história pra vê até onde iria. Eu e meus colegas aqui da Secretaria demos boas risadas com o ocorrido.

Pois é Girley, a cada dia um novo e criativo golpe. Acho que como você, esse pessoal tem uma criatividade sem fim também. Um abraço. Penha Santos

Adierson Azevedo disse...

Parabens Girley!
Só voce mesmo para encontrar graça numa situaçao dessas. Eu ja fui vitima dessa situaçao tambem. Só que no meu caso, inadiram a conta de meu pai no Banco do Brasil. De repente, descobri depositos fantasticos na cota e, claro, saques imediatos. Como desconfiei dos valores, tratei logo de falar com a gerente que trocou a senha de imediato. Porem, como a maioria dos cartoes magneticos tem a mesma senha para operar a conta corrente e o cartao de credito associado, a conta corrente foi salva imediatamente mas o cartao de credito chegou floreado de contas por todo o Brasil!!!!
Graças a Deus meu pai se encontrava nos EUA nas datas da compra e foi facil provar que nao tinha sido nem ele nem eu (seu procurador). Foram 6 meses de idas ao BB toda vez que chegava a fatura do OUROCARD para extrair as contas "ninja". Afinal, o meliante tinha comprado a prazo, da pra acreditar???
Por fim, peço nao deixar de me convidar para sua festinha de retorno da Nigéria!!! Sugestao: Como todos nos estavamos nos preparando para mandar ajudas para o amigo em apuros, sugiro juntarmos uma doaçao para quem realmente precisa e está numa Nigeria constante (quem sabe, um abrigo qualquer)!!!!
Abraços, Adierson

Corumbá disse...

Caro Girley:

Confesso que fiquei mais preocupado com a mensagem em português do que a outra que recebi em inglês.
Primeiro não entendi porque você estava escrevendo para mim em inglês, não seria seu estilo. Como era uma mensagem grande e em inglês, deixei para lê-la depois quando tivesse mais tempo. Aí recebi sua mensagem.
Se tiver oportunidade, conte-nos como a gente se sai de uma dessas!
Fico contente por você estar bem.
Grande abraço,
Corumbá

Anônimo disse...

Olá Girley.
Realmente preocupante o que vc passou, porém não recebí o seu pedido de SOCORRO.Como já foi dito antes, eu já fui comtemplado com cotas de poços de petróleo na Nigéria.Como sugestão, poderiamos abrir uma ONG com fundos para nos ajudar nessas horas.
Abraços
Osmário Lacet Filho

Dulce Lobo disse...

Nossa Girley, que loucura!
Não recebi esse email graças a Deus! Com certeza ligaria para me certificar.
Um grande abraço amigo
Dulce

Daniel Breda disse...

Girley,

Se todo mundo tivesse o espírito de transformar um golpe em uma festa, este mundo não estaria tão cheio de picaretas.

Também ignorei o e-mail em inglês, mas esteja certo de que quando esquecer a mala no taxi, em Nairobi ou em Sucre, haverá uma legião de voluntários para o resgate.

Forte abraço!

Dilsopn Barreto disse...

Girley,
Que sufoco! tanta coisa importante para se fazer e um grupo
de peraltas fica infernizando a vida das pessoas de bem que
utiliza a Internet para levar mensagens boas ou
manifestar preocupaçoes importantes para reflexão e
discussão. Felizmente foi uma piada de mau gosto e entre
mortos e feridos você está aí bem vivinho, na sua tranquilidade de sempre e com o mesmo caráter. As
minhas homenagens a você, grande amigo da velha guarda da
SUDENE. Dilson Barreto

Dilsopn Barreto disse...

Girley,
Que sufoco! tanta coisa importante para se fazer e um grupo
de peraltas fica infernizando a vida das pessoas de bem que
utiliza a Internet para levar mensagens boas ou
manifestar preocupaçoes importantes para reflexão e
discussão. Felizmente foi uma piada de mau gosto e entre
mortos e feridos você está aí bem vivinho, na sua tranquilidade de sempre e com o mesmo caráter. As
minhas homenagens a você, grande amigo da velha guarda da
SUDENE. Dilson Barreto

Girley Brazileiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Domingos Guimarães disse...

OK Girley vc me falou na entrega do titulo a Matheus. Continue com o seu blog, sou leitor.
Apareça em Petrolina
Domingos Guimarães

Girley Brazileiro disse...

Prezados Amigos e Amigas,
Li hoje (23.10) uma materia no Globo a respeito das providencias do Governo da Nigéria para acabar com o pólo de emissão de emails fraudulentos existente no país. Quer ler a respeito? Clique http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2009/10/23/nigeria-empresas-de-software-querem-deter-crime-na-internet-792995416.asp
GB