terça-feira, 23 de agosto de 2011

Insensatos Corações

Sendo D. Dilma, eu estaria sem dormir, nesses últimos dias. Pelo que vejo na mídia diária e nos contatos que tenho, rola um clima prá lá de grosso. Imagino, a toda hora, o dilema, ou os dilemas, que ela vem administrando. Como governar com uma base aliada em convulsão? Como governar com tantos auxiliares corruptos? Pense no que seja ter o PMDB como suporte maior, patinando numa pista escorregadia. Pense ainda que seu próprio partido, o PT, passa por um vexame danado metido em palpos de aranha! Os nanicos não fazem falta, são pequenos detalhes.
Veja se não tenho razão: os dois partidos mais fortes da base de sustentação do Governo são, hoje, partidos sem lideranças bem definidas. Divididos “que dá gosto”. É um puxa e encolhe de lascar. A rapaziada do PT não sabe como esconder a tal da “herança maldita” do antecessor e no PMDB o racha é, cada vez mais, exposto. Neste, metade se segurando para garantir a bolacha e a outra metade tocando fogo no circo. Que situação difícil. Para completar a Mulher não desiste da faxina – louvada pela nação séria e, sobretudo, pela oposição – criando um tremendo desconforto aos que não querem largar as tetas do Estado.
Já foram despachados três Ministros. Acredito que nesta semana que se inicia, um outro vai “dançar” também. O do Turismo. Já vai tarde, porque todo mundo sabe que de turismo ele não entende nada. Que apenas desempenha um papel político e é cercado de corruptos assessores. Não sou eu que digo, claro. Pobre de mim. É a imprensa que denuncia sem dó. Numa ação emergencial, ele próprio mandou “degolar” boa parte desses auxiliares, na semana passada. Acho que quis dar uma de correto. Sarney já disse que ele não é seu afilhado! Agora, porque, se não me engano, era!
Eu só espero é que nesse imbróglio sem fim, a turma não esqueça que lá fora a crise é grande e que o Brasil não está imune. É uma questão de tempo. A Europa, na Zona do Euro, já não sabe mais o que fazer para se sustentar. Nos States republicanos e democratas travam uma luta de faca e foice, no escuro. Obama, não vai tão bem como queria, gostaria ou se esperava, já botou o bloco da reeleição na rua. E vai ganhar, porque os republicanos estão desorganizados. E nós na base da “marolinha lulesca”. Que temor! Nossas reservas correm sério risco, se algo mais austero não for acionado. O Dólar entra a rodo, o Real se valoriza, os juros sobem, a dívida pública se avoluma, o Banco Central pode perder o controle e o dragão da inflação está no batente da frente. Deus nos acuda! Mas, voltando à figura de D. Dilma, confesso que estou admirado com a coragem da mulher. Ela tem sido audaciosa, politicamente falando, e está conseguindo confirmar seu gênio de mandatária na risca. Segura no que faz. Fiquei pasmo com a atitude dela, semana passada, em São Paulo: apimentando a situação política nacional, “afagou” Fernando Henrique Cardoso, no Palácio dos Bandeirantes, isto é, no viveiro dos tucanos, deixando meio mundo de queixo caído. O blábláblá foi tão grande que, por momentos, o viveiro parecia mais com um de araras.
Sei não, onde essa coisa vai parar. Às vezes acho que a Presidente é ingênua! Será que ela não é? Digo, no domínio político, que fique claro. O que ela vem fazendo é de deixar o brasileiro pensante meio assustado. Nunca antes, na história deste país, viu-se tanta coragem. Cabeça de mulher é fogo e adora fazer limpeza. Limpe mulher, com cuidado e comece tudo de novo. Vou aplaudir! Não votei nela, viu?!
Agora, tem uma coisa, eu estou meio preocupado. Meio não. Muito. Se D. Dilma não tiver uma estratégia muito bem desenhada, essa “coisa” vai parar no ventilador. O PT não quer largar o osso. O PMDB (falo daquele fisiológico) não arreda o pé. Êita confusão danada.
Amigo meu, assessor parlamentar em Brasília, garantiu-me que a tensão é grande, na Praça dos Três Poderes. Tem “muvuca” parlamentar (ou prá lamentar?) em todas as superquadras residenciais. Até pizza já serviram, numa delas. Muito apropriado, por sinal. Ninguém faz mais nada, salvo esperar novas denúncias e novas quedas.
Tomara que essa confusão passe e a vida volte ao normal. O Brasil não merece um retrocesso, nem esses "insensatos corações" governantes.
NOTA: A ilustração foi obtida no Google Imagens

8 comentários:

Fernando da Costa Carvalho disse...

Estimado Girley,

Comungo integralmente com sua brilhante e oportunissima exposição. Sou daqueles que acho que estas medidas poderiam e deveriam ter sido ANTES, mas de quem mais se esperava o efeito foi contrario. Confesso que a nossa Presidente me surpreende de forma muitisssssimmmmooo favorável. Também não votei nela, destacando que não esperava muito do outro lado, onde também há rastos e raizes da corrupção, é bom que se diga para não se cometer injustiças....Realmente a mulher em geral é mais energica do que o homem. Pelas estatiscas, e outros exemplos, não é tão leniente quanto a pratica de patifarias. São mais transparentes e autenticas. Poderíamos citar muitos exemplos, como a mais recente, refiro-me a Juiza trucidada no Rio de Janeiro, jogada as feras, pela indiferença dos Homens que comandam o Judiciario Carioca!!! Estou orgulhoso da Dra. Dilma,.Corajosa, autentica que não se submete as pressões, que tenho certeza que SÃO ENORMES e AVALASSADORAS....Peço a DEUS que a mantenha forte e decidida.O Brasil como TODO clama por isto. BASTA!!!! de tanta corrupção....Que pelo menos reduza sensivelmente os constantes e volumosos desvios!!!! Pelo que se vê o HONESTO demais NÃO serve!!!Os palamentares sequiosos pelas falcatruas a insinuar nas Tvs vários tipos de chantagens na tentativas de empedir a continuidade desta FAXINA mais do que necessária, mas também acima de TUDO profilática.
Parabéns mais uma vez. Você como sempre brilhante e oportuno.
Com um forte abraço,
Fernando da Costa Carvalho

Danyelle Monteiro disse...

Bom dia professor,

Com relação à parte econômica só gostaria de chamar a atenção para alguns pontos: fala-se muito de inflação de demanda, causada pela falta de equilíbrio entre a oferta e a demanda no mercado de bens, porém, sugiro duas reflexões, a primeira sobre Utilização da capacidade instalada (UCI) para que todos tenhamos condições de avaliar setorialmente se a indústria tem ou não condições de aumentar a produção no curto prazo? Em segundo lugar, quem acompanha o IPCA perceberá que boa parte dos aumentos são advindos dos "preços administrados", que teoricamente deveriam ser bem administrados pelo governo, ex: gasolina, transporte público, telefonia, energia, remédios, planos de saúde...etc.
Tudo bem que agora em agosto/2011 a taxa de desocupação foi de 6,7%, a menor da série histórica, iniciada em 2002, gerando aumento nos salários de algumas categorias e refletindo em outras, ex: a construção civil que está tirando a mão de obra de outros setores... e esse aumento da renda aumenta o consumo, porém, cabe a reflexão, que tipo de consumo, feijão, arroz? Ou algumas commodities?
E quanto às crises financeiras, reflexo da desregulamentação da economia, como o Brasil quer segurar a queda do dólar aplicando uma das maiores taxa de juros do mundo? Os dólares entram mesmo, pena que nem sempre é capital produtivo, mas sim especulativo... outra questão para refletirmos, queremos sim investimentos, mas devemos barrar o capital especulativo que só faz gerar bolhas...
Já a parte política, sinceramente, não sei se é bom ou preocupante o que a Dilma anda fazendo, a história dirá... ideologicamente é lindo e necessário, mas a quantidade de corruptos é muito grande e ninguém governa sozinho.

Grande abraço,
Danyelle Monteiro

Adilson Carneiro disse...

CARO GIRLEY
ESSE PAULO BERNARDES ARRUMOU 500 MIL PARA A CAMPANHA DA MULHER ISSO É LOBBY. TEM UE SAIR ELE E MULHER LINDISSIMA.
PARA ACABAR COM A CORRU$$AO BASTA QUE NO ATO DA NOMEAÇÃO ESTEJA A SEGUINTE CLAUSULA: AUTORIZO A QUALQUER TEMPO EM QUANTO NO EXERCICIO DESSA FUNÇÃO A QUEBRA DO SIGILO BANCARIO, TELEFONICO E BUSCA DE BENS POR AUMENTO PATRIMONIAL IMCOMPATIVEL COM OS SALARIOS.
UM DIA VAI TER JEITO.
ADILSON CARNEIRO

Carlos Antonio Domingues disse...

D. Dilma! .... Não! Presidente Dilma, querendo ou não, é a obrigação trata-la - Exma, Presidente Dilma.

Anônimo disse...

Gostaria de refletir sobre suas palavras: este debate das medidas contrárias à corrupção devem ser algo incorporado à rotina de trabalho do Governo. Dá-se a devida visibilidade por se tratar de uma forma de vincular o Governo à corrupção, como se nos anteriores desde tempos pós-ditatoriais não fossem eivados de corrupção. O verdadeiro debate não é o combate a corrupção a meu ver. Combatê-la é o normal! O debate é: como acabar com a miséria deste País e os privilégios injustificáveis, principalmente no Judiciário e Legislativo.

Ricardo Sant'Anna

Eunice Couto disse...

Eita, que tú tá danado de bom, é muito gostoso receber teu blog. O anterior quase morro de rir, parecia que estava viajando para o interior, naquele tempo que até galinha era pasasgeiro de ônibus. Espero que D. Dilma tenha o prazer que estou tendo de ler seu blog. Também estou aplaudindo muito esta mulher... não votei nela, mas agora com essa coragem toda estou doida por ela. Abraço, Eunice Obs. estou enviando aos amigos, que também estão adorando viu?
Assessoria de Imprensa
Eunice Couto

Umberto Leal disse...

Amigo Girley
Eu tambem não votei nela, porem estou gostando muito da forma como está procedendo até agora, apesar de que acho que não vai ter peito para enfrentar as feras criadas do Lula.
Um abraço

Jayme Lielson V. Salgues disse...

MEU NOBRE ASSOCIATIVISTA
CONCLAMADO POR SUA LUCIDEZ, IMPOSSIVEL NÃO SE ASSOCIAR AO SEU BOM HUMOR E FORMA ESCORREITA DE VER UM QUADRO TÃO HORRIPILANTE.
A DONA DILMA, COMO VOCE MESMO SE REFERE, AGORA DEU PRA CHACOALHAR O JUIZO DOS QUE REFLETEM.
NADA DE PENSAR QUE ELA É BOAZINHA, MAS EM POLITICA MUNDO AFORA, BEM SE SABE QUE QUEM MANDA E TEM PULSO PARA TANTO NÃO PRECISA DISTRIBUIR AFAGOS ENGANOSOS.
ESTIVESSE A SITUAÇÃO SOB CONTROLE NADA DISSO ESTARIA ACONTECENDO, E ATE PODERIA VIR A OCORRER, MAS DENTRO DAS REGRAS DE FORMALISMOS POLITICOS E DE CORTEZIA QUE AS RELAÇÕES DIPLOMATICAS EXIGEM.
AFORANTE, VAMOS AGUARDAR QUE O PANO SUBA E QUE O CENARIO SE DESCORTINE COM O TEOR DA PEÇA, SEM SERMOS "PREGADOS NELA"
ATÉ LÁ, ESPERO UM DIA PODER ESCREVER DA MANEIRA LEVE E FELIZ, COMO LEIO SEUS PERFEITOS RABISCOS.
ABRAÇO FRATERNO, DESTE ADMIRADOR
JAYME LIELSON